domingo, 27 de dezembro de 2009

UMA LINDA MULHER
















Em retrospectiva, convivi com quatro gerações de lindas mulheres,
todas com belezas distintas, valores de época, e sonhos de amanha.
Umas só banhavam-se, outras o faziam com perfumes, outras já eram perfumadas.
E elas despontavam pela vida, como uma flor que desabrocha no mais lindo jardim.
Traziam o sorriso enigmático da feminilidade absoluta, riam pra mim.
Mais entre si... encontrei abismos invisíveis, existências diferenciadas.
A primeira geração foi minha Avó, passou entre nós como parideira, chocadeira,
teve muitos filhos, eram tantos tios que não sei o nome de todos, são muitos.
A segunda geração foi minha Mãe, a via sempre como lavadeira e cozinheira,
sabe fazer seus quitutes como ninguém, são doces inigualáveis, saborosos.
A terceira geração foi minha esposa, mãe exemplar, tem seus filhos entre as asas,

os amam com tamanha intensidade, que os incomoda, os sufoca... e eles adoram.
A quarta geração é minha filha... não tem nada das demais, é ela e seus sonhos,
no intimo feminino quer filhos, quer amá-los, alimentá-los e não dispõe de tempo.
Independeu-se... escolhe seus amores, tem seu próprio vôo, seu próprio andar.
Encontra-se na fronteira do poder masculino, sabe decidir, escolher, comandar,
sem perder a sutileza e o aroma de uma rosa, de uma flor, brilha como uma estrela.
De todas as mulheres que descrevi, eu na verdade tenho uma preferência: todas.
A ultima geração é o equilíbrio do amor, da convivência, da continuidade,
tem todas as qualidades das demais, sem perder a liberdade... a ousadia,
devemos não temê-la... só nos basta... amá-la incondicionalmente.
Ela é uma espécie rara de rosa, que brotou em nossos jardins.
Ela é o amor.

Ari Mota

5 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Acho que somos várias mulheres em uma só.
Sinto-me homenageada também.
Obrigada.

Marcello disse...

As mulheres de todas as gerações são complexas, com nuances e gostos diversificados, mas todas tem um único objetivo : amar e serem amadas.

E isso é o que torna nosso mundo ainda habitável.

Grande abraço Ari.

Sonhadora disse...

Ari
Lindo texto
As mulheres todas diferentes.
Beijinhos

Norma Villares disse...

Que homengem linda as mulheres.
Parabéns!
A admiração é um dos pilares que fortificam a relação do casal.
Sublimes abraços

MEUS POEMAS disse...

Oi Ari, obrigada por me seguir!
Amei seu relatorio sobre suas mulheres!
So um homem muito sensivel para descrever as mulheres como vc o fez!
Desculpe pela falta de acentos, mas estou em Los Angeles e aqui nao se usa acentos, mt mais facil, nao e?
Parabens por suas 4 geracoes, que Deus abencoe a todos!
Um feliz ano novo pra vc e suas mulhers!
Obrigada...
Bjs da Gena