terça-feira, 29 de dezembro de 2009

O MEU SILÊNCIO















Tenho percebido uma quietude maior de minha alma,
parece que uma nevoa silenciosa cai sobre mim.
O meu eu, foi tomado pela solidão da própria existência.
Estou em paz...
O meu grito transformou-se em um leve sussurro, só eu me escuto.
Estou em conversa comigo mesmo, com minha essência.
Estou em silencio...
Gritei, pelos quatro ventos, ninguém me ouviu, não obtive eco.
Renunciei ao murmúrio do mundo, ao vozerio das pessoas, calei-me.
Decidi viver sem ter ressonância dos conflitos imaginários, sem conjecturar.
Abandonei a avaliação das coisas e pessoas... pela infinita contemplação.
Vivo com os olhos, contemplo o sol no nascente e no poente, espero a lua chegar.
Percebo as crianças que passam, rosas vermelhas que brotam, e a beleza do mar.
Tomei caminhos de consciências e ideais libertários, fiquei livre...
Abstive da interferência demasiada no destino e caminhos que não eram os meus.
O meu silêncio só não é maior, porque ainda, e vez por outra, ouso um ruído,
são ondas de sangue que pulsam, tangem dentro do peito, querendo viver...
Vivo de forma intensa... todos os meus sentimentos, sou aprendiz de mim mesmo.
Abraço enamoradamente minha alma, bailamos no salão da vida, apaixonadamente.
Passei a viver em silêncio...
Só pra me encontrar...

Ari Mota

7 comentários:

Elaine Barnes disse...

Que lindo! Me identifiquei em tudo. Estou exatamente assim. Jogando coisas fora que atrapalhavam minha visão,em silêncio só contemplo,na quietude me renovo. Eu e eu somente. Uma paz absurda.rs... bjão FELIZ ANO NOVO!

Lara Amaral disse...

A quietude da sua alma traz prosas-poéticas lindas para nós.

Beijos.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

As vezes o silencio em si pode ser a resposta que precisamos.
E as vezes é uma ponte para consegui-las.
Que tua alma silencie a fim de que voce se escute.

Feliz Ano Novo!

=)

Amores e Dissabores da Vida!!! disse...

Olá Ari!
Passei pelo seus textos, adorei!! são lindos, com muita sensibilidade e pura sutileza.
Jane

Nara Sales disse...

Buscar-se dentro de si. É o que, a cada dia, preciso.

Sonhadora disse...

Ari
Lindo texto...adorei.
Votos de um 2010, cheio de felicidade, paz e amor.

Beijinhos

Carmem L Vilanova disse...

Ari amigo,
Que teu 2010 seja pleno de esperancas realizadas!
Beijos, flores e muitos sorrisos!