terça-feira, 15 de dezembro de 2009

A MENINA AMOR













Phan Thi Kim Phuc é a menina da foto...
Em 1972 sua aldeia foi atacada pela irracionalidade humana,
correu desesperada para um templo, ele também foi bombardeado.
Na época ela tinha 9 anos de pura inocência, desconhecia o ódio.
A bomba de napalm atingiu 65% do seu corpo... não queimou a alma.
Correu junto com seu irmão para a vida e sobreviveu, ao horror dos homens.
Ficou 14 meses internada e fez 17 cirurgias, as cicatrizes ainda doem na pele.
Hoje ela tem 45 anos, certo dia entendeu que não poderia mudar o passado,
e resolveu atuar no presente, ela é ativista de direitos humanos da UNESCO.
A catástrofe daquele dia destruiu muitas vidas, a maioria inocente, puros,
a barbárie humana ceifava almas, destruía sonhos, dizimava amores,
foram momentos de medo, padecimento atroz, incompreensão.

A estupidez humana tentou em vão, desconstruir uma alma,
ela é símbolo dela mesma, uma sobrevivente da sua própria força.

Sobreviveu ao desamor, a incivilidade, conheceu a insolência do adulto,
e tinha motivos para jamais acreditar na vida, no futuro e na verdade.
Como as bombas não queimaram sua alma, a deixaram por inteira,
ela disse: “ ESTIVE NO INFERNO E PERCEBI QUE, SE MANTIVESSE
O ÓDIO, NUNCA SAIRIA DELE “.
A imprensa fez de Phan Thi Kim Phuc um símbolo da Guerra do Vietnã,
ela fez dela... amor.


Ari Mota

4 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
Que texto triste e impressinante, sem ser ficção...infelizmente.
Beijinhos

Nara Sales disse...

Nossa! Parei pra ler e li minuciosamente. Essa é a história da vida real de muita gente. O melhor é quando a alma ganha nos jogos da vida.

Gostei, Ari.
Beijos.

Lara Amaral disse...

Há pessoas que renascem o amor das cinzas.

Emocionante história, essa foto realmente marcou gerações.

Carmem L Vilanova disse...

Com esta frase ela disse tudo:

“ ESTIVE NO INFERNO E PERCEBI QUE, SE MANTIVESSE
O ÓDIO, NUNCA SAIRIA DELE “.

Lindíssimo post... se todos agissemos com amor, a Vida seria tão mais bonita e tão mais fácil de ser vivida!
Parabéns!

Beijos, flores e muitos sorrisos!