sábado, 28 de novembro de 2009

A MINHA ESTRADA









Fiquei exposto toda uma vida,sem portas,sem janelas.
Invadiram minha vida,meu dia,dormiram na minha cama,
usaram o meu perfume,bateram minhas asas.
Direcionaram meus pensamentos,meus livros e amores,
impuseram meus sentimentos,minhas alegrias e fé.
Até a historia me foi passada de forma errônea,
somente os vencedores é que a escreveram-na.
Invadiram o meu querer,o meu bosque,o meu jardim,
plantaram flores que eu nunca gostei,nunca reguei.
Deram-me endereços que nunca fui,nunca encontrei.
Por fim,queriam meu riso,e minhas lagrimas.
Dimensionaram o meu tamanho,minha alegria e dor.
Deram-me Deuses e preces,conceitos e preceitos.
Cansei...
O tempo cobriu meu cabelo de branco,fiquei livre.
Tive que construir uma estrada dentro da minha alma.
Ando sozinho,na velocidade e direção que eu quero.
Saio nas madrugadas,em noites de chuva,e em dias de sol.
Convido quem eu quero para passear,correr e voar.
Nesta estrada tenho construído um mundo ímpar,
sem muros,sem templos,os livros estão nas ruas,
todos podem contar sua história,sem censura.
E raça... somente uma existe,a ração humana.
No final da estrada,há um aclive para um salto.
E todos,tem o direito de arrebatar-se num vôo eterno,
em direção a liberdade.

Ari Mota

4 comentários:

Lara Amaral disse...

Só existe uma raça. Que todos entendam isso.

Maravilhoso texto.

Obrigada pela presença em meu blog.

Beijos.

Andresa disse...

Muito bom sua escrita. somos todos iguais, mas so com o tempo muitos percebem o dom da vida.... e que a união poderia gerar mais amor

bj
Andresa

Mari disse...

Hum... poetisa!? Que dera! rs
Só escrevo o que sinto, o cotidiano, a vida.
Agradeço pelo visita, e gostei do texto, de uma realidade que assusta! rs

Voltarei, certamente!

P o e s i @ e m F o c o ! disse...

Muito bom seu blog.Gosto do que escreves! Parabéns e obgdo pela visita aos meus!Estarei sempre por aqui! um abraço e Parabéns!