segunda-feira, 23 de novembro de 2009

BAILE A FANTASIA








A vida é um baile a fantasia,
vi desfilar todas as mascaras,
uns dissimulam o personagem,
outros vivem-no, na íntegra.
Há quem retire sua roupagem, vez por outra.
Há, os que não a retiraram nem no sonho.
Vivem toda uma vida mascarados,
quando de frente para o espelho, assustam,
já não sabem, quem está do outro lado.
Vi mascaras que produziram desamor e ódio,
outras injustiças, outras tantas:
Mataram.
Perseguiram.
Destruíram.
E poucos vivem sem elas.
As mascaras disfarçam os medos,
as deformidades da alma,
as imperfeições do caráter.
Deslocá-las da face requer ousadia,
honradez, virtude.
É necessário vivificar uma nova existência.
Elas estão em todos os lugares, em todos rostos.
Uns fantasiam-se de lideres, outros de Deuses.
Não há quem, com coragem, para retira-las da cara.
E viver uma vida pautada na verdade.
A vida é um baile a fantasia...
A minha está guardada no sótão da minha alma.
Não tive coragem de usa-la.

Ari Mota

2 comentários:

Simplesmente Outono disse...

Obrigada pelo elogio.
Certamente voltarei mais vezes.
Com carinho, Simplesmente Outono.

paula barros disse...

Poucos andam sem máscaras e sem fantasias.

Infelizmente perdi muitos carnavais por tentar brincar sem elas. Hoje talvez aprendi a confeccioná-las.