sexta-feira, 23 de abril de 2010

O HOMEM QUE AINDA RESTA



Na varanda... observando o nada, olhando o abstrato,
mãos tremulas, indefeso, absorto ao que lhe rodeia,
alguém aguarda o tempo passar... como se esperasse.
A pele amarrotada das lutas, as mãos ásperas da labuta,
o pensar quase vazio de solidão, e a garganta seca
de silencio,
sozinho, inda vive o que lhe resta, o que soçobrou
do existir.
Na varanda do asilo, deparei-me com o tempo,
e ele apenas limita alguns movimentos, alguns reflexos,
principia a lentidão do agir, e a fadiga do corpo.
Mas... sustenta a robustez da alma, e o amor pela
existência.
E não se morre de velhice...
O que arrasa, destrói, resseca a essência da vida,
é a indiferença.
Na varanda de um asilo encontro o que resta de
um homem,
Absolutamente só... abandonado.
Falta-lhe o afago, o calor da pele, o beijo que se perdeu
pelo caminho.
Falta-lhe o lar, seus amores, seu jardim em flores.
Falta-lhe convivência...
Envelhecer é uma serena preparação para o fim,
e o fim é apenas uma passagem para outras vidas.
Naquela varanda  existe um homem que ainda
resta-lhe...
amor.

Ari Mota


11 comentários:

Bruno disse...

Caro amigo, poeta e pai.
Esta postagem reflete um real sentimento de como teus olhos enxergam esta e outras vidas.
Lindo tudo isso!!!
Um sincero abraço. Beijos Bruno Mota.

claudete disse...

"vive o que lhe resta, o que soçobrou do existir." Você resumiu a finitude da maioria de nós...
Mas este é o mundo real ,creio que a sabedoria de quem chega lá solitário tem sua recompensa na lembrança do que permanece inteiro no seu coração e no esquecimento do que lhe causou aflição...Quem sabe...Abraços.

Vivian disse...

...você desenhou com pena
de ouro o retrato vivo
de tantos de nós por aí,
e não necessariamente nos
asilos, mas sim às vezes
dentro da própria casa.

adorei passar aqui...

bj

Denise disse...

A sinfonia da vida em seus acordes finais...uma realidade dura que está mais perto de nós do que suportamos admitir - e vc as deposita à luz da verdade, despojada de qualquer renúncia à evidência nua...

Outro presente que nos dá, de forma poética, emprestando compaixão à rudeza dessa realidade...lindo!

Bom fim de semana, muita inspiração.

Sonia Pallone disse...

Que Deus continue te abençoando com uma sensibilidade que permite emocionar os corações... Sua poesia é sempre mágica. Bjs

Tais Luso disse...

Lindo! Mas triste. Você falou da 'espera' tranquila, mas também do abandono cruel e desumano. E isto choca, vai ao encontro dos sentimentos mais nobres do ser humano: a gratidão. Jogam pessoas num asilo depois que não sevem mais, isto é, julgam que não servem...

bjs
tais luso

Paulo Tamburro disse...

ARI,

DESCULPE FUGIR AO TEMA PROPOSTO.

PORÉM TENHO UM CONVITE. LEIA:

"O COMPORTAMENTO SEXUAL DO POVO BRASILEIRO",

QUE É A CRÔNICA/PESQUISA DO BLOG DE HUMOR:

"HUMOR EM TEXTO", DESTA SEMANA.

SAIBA A VERDADE, COMPROVADA SOCIOLOGICAMENTE, E

TIRE SUAS CONCLUSÕES.

VOCÊ PODERÁ NÃO ACREDITAR.

SÓ CONFERINDO.

UM ABRAÇÃO CARIOCA.

Juliana Lira disse...

Arí

⊙﹏⊙ Nossa como fiquei tocada com esse post, talvez porque vc falou muito sobre o post que acabeiu de fazer...
A solidão é o que mata o homem, tudo é contornável, mas o silêncio do abandono e da solidão faz ecos terriveis na alma...

É triste é angustiante, a nossa vida é uma eterna espera do fim, e se não deixarmos algo realmente bom por essa terra, terá passado em vão!

Milhões de beijos

Maria disse...

COMO SEMPRE ME EMOCIONOU. DESCREVEU ALGO QUE EXISTE DENTRO DA MINHA PRÓPIA FAMÍLIA. MUITOS ESQUECEM QUE TODOS VAMOS CHEGAR A ESSE NÍVEL DA VIDA. SINCEROS ABRAÇOS.

Canduxa disse...

Meu Amigo,

um texto que toca o nosso coração por ser tão real e tão triste.
Mas na espera de um sorriso, de um olhar, de uma palavra de amor ou de um abraço seria bom que todos tivéssemos a certeza que tudo aqui é passageiro e que ainda temos outras vidas para viver.

o meu abraço de luz

orvalho do ceu disse...

Olá, boa semana!
Ainda bem que temos a net para nos auxiliar na convivência serena... não nos falta companhia... Bom demais!
Postei ontem sobre isso, gostei do seu post também...
Muito ânimo pra vc