domingo, 25 de abril de 2010

O ADVERSÁRIO


A atmosfera da minha alma quando menino,
era de pureza, era de inocência,
era desprovida de outros sentimentos, de outro sentir.
Mas um dia quando virei uma esquina da vida,
e percebi a vastidão do caminho, a longa via a seguir,
conjecturei não conseguir cumprir o meu caminhar,
deparei inusitadamente e perversamente com o medo,
e os tive... de todas as formas, de todos os jeitos.
Temia perder os meus amores, e perdi alguns,
mas jamais deixei de amá-los, de senti-los aqui dentro.
Temia não amealhar coisas, construir castelos,
e realmente não consegui...
mas conquistei olhares.
Temia não ser amado, mas na descoberta,
meu medo ensinou-me presentear beijos,
e conquistei abraços, afagos... um grande amor.
Temia as mentiras do caminho, as índoles impetuosas,
mas, as confrontei com o meu sereno silencio,
e com a minha eterna procura da verdade.
Temia as minhas fraquezas diante das adversidades,
usei o meu medo para transformá-las em força, luta.
Temia as derrotas... e foram tantas...
mais foram épocas de crescimento,
as transformei em vitoria do existir.
Venci tantos medos...
um deles era de expressar meus poemas
e ofertá-los ao mundo.
Mas... o maior dos meus medos,
esta dentro da minha alma,
meu maior adversário...
sou eu mesmo.
O venço...
todos os dias...
todas as horas.
Meu maior medo é não ter com quem
lutar.

Ari Mota

10 comentários:

Denise disse...

A vida precisa ter sentido. As lutas são escolhas individuais...

Que bom que venceu seus medos, ressignificando-os, dando-lhes outra forma, vestindo-lhes de outro jeito. E tb, que bom que superou o medo e nos presenteia com suas inspirações.

Ótima semana que se inicia, a minha termina bem, passando por aqui!
Abraços

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Vencer o medo é o primeiro passo para a próxima etapa.
Sempre teremos alguém ou o que enfrentar.
Mesmo que sejamos nós mesmos.

Beijo, Ari

=)

Nara Sales disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nara Sales disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nara Sales disse...

Já es incrivelmente honrado só pelo fato de travares uma guerra contigo!

Saudades de ler-te. rs
Abraço.

Sonia Pallone disse...

Realmente meu querido Ari, a pior das lutas é aquela que a gente trava conosco...Eu sempre saio derrotada das minhas, mas não desisto de vencer a mim e aos meus fantasmas...Bjs meu lindo,tenha um bom dia.

Canduxa disse...

Meu querido amigo
de além mar,

Quando vencemos o Medo, esse grande adversário, conseguimos ser nós próprios e viver tantas coisas bonitas.
No dia em que me libertei dele, a minha vida transformou-se por completo.

Como sempre os teus textos são sábios.

beijinhos com muita luz

Juliana Lira disse...

Arí

Impressionante como estamos escrevendo sobre os mesmos temas...Deve ser uma ligação intensa que nunca percebemos antes rsrsrs
Perfeito esse post.Precisa dá uma olhadinha no meu.

Milhões de beijos

Sady Mac disse...

Parabéns.Sinto-me lisonjeado por poder meditar sobre o tema citado.

Abraços fraternos.Sady Mac

orvalho do ceu disse...

LINDO, JÁ REPASSEI...
MINHA MAIOR SOMBRA É TAMBÉM O MEDO... MAS COMO NESSE MUNDO NAO TÊ-LO?
O PROCESSO DE AUTO CONTROLE VALE A PENA!
ABRAÇOS FRATERNOS, AMIGO RESILIENTE, COMO EU...