sexta-feira, 16 de abril de 2010

DECISÃO


Quando o cotidiano lhe espetar  pelas costas,
e pedir que descida... não se apavore.
Ou... se, as pessoas que te rodeiam... pressioná-lo para agir,
não se desespere.
Entre alma adentro, pactue com a vida o seu destino,
não indague o que ela quer de você,  mas o que você quer dela.
Não a veja como um peso, mas como uma aventura.
Desaperte este nó na garganta, este medo de existir,
este receio da descoberta, do novo, do inusitado.
Escolha o caminho do silêncio, e vá sozinho... só por um período,
mas não se esqueça de aperceber-se da sutileza das pequenas coisas,
dos pequenos gestos, das poucas palavras, e das gentilezas.
Para não naufragar às vezes é preciso jogar no mar os supérfluos.
Olhe no que tens em sua bagagem, no que carregas em demasia.
Alguns sentimentos pesam mais que coisas, que objetos,
pode ser que tenhas em sua mochila toneladas de soberba,
alguns quilos de arrogância, e alguns frascos de insolência.
Jogue tudo fora... transite pelo palco da vida, com o mínimo.
Tenha o mínimo de sensatez... o mínimo de prudência,
e que possa olhar com amor para as pessoas e para você mesmo.
E que as decisões que tomará ao longo da vida,
não fira, não machuque, não destrua alma de ninguém.
Que suas decisões contenham amor.
Sempre...

Ari Mota

5 comentários:

Lara Amaral disse...

Que bonito, Ari, vc sempre (d)escreve a alma.

Abraço.

Marcello disse...

Ari,

Frase perfeita "Que suas decisões contenham amor", se todos fizessem isso, o mundo seria melhor.

Guida Linhares disse...

Pois é meu amigo...que sejamos resilientes sempre, ainda que entre perdas e danos. Porém quem tem o dom da escrita transforma tudo em palavras de aprendizado de vida, que vão auxiliar outras pessoas a encontrarem maiores perspectivas.
Uma sexta florida e perfumada.
Abreijos, guida

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Ari,

Muito bonito, como sempre!!

O amor sempre tem que prevalecer..., principalmente quando é despertado em função do próximo...

No entanto, o meu amor está muito quieto dentro de mim... Longe de estar cogitando em egocentrismo ou egoísmo.

Basta ir beber um café comigo, que poderá entender o que estou dizendo, além do que, sua visita sempre me é bem vinda...

Beijos,
Ana Lúcia.

claudete disse...

" aperceber-se da sutileza das pequenas coisas"- esta frase disse muito da necessidade que temos de para executá-la pararmos e contarmos ate 10 antes de qualquer coisa. Abraços.