terça-feira, 30 de março de 2010

TRIAGEM


Faça uma triagem de seus pares sem menosprezar as
diferenças.
Faça escolhas de convivência, trace sua estrada,
delimite seu território.
Afaste-se dos que querem que você seja um deposito
de magoas e ressentimentos.
Afaste-se de almas que querem deixar em suas mãos
o que não lhe pertence.
Afaste-se dos que querem lhe sugar o equilíbrio
e a paz.
Afaste-se dos que gritam, ou encontram-se em desesperação.
Não permita que descarreguem em você os medos que você
não tem.
Não atue absorvendo lagrimas que não são suas,
nem gritos não são seus.
Não se deixe corroer de ódios imaginários, e nem carregue
bandeira de ninguém.
Disperse apressadamente dos falantes, e daqueles que promovem
a desinteligência.
Perca toda a sua prudência, e desapareça dos que não sabem ouvir.
Faça uma triagem com quem andas...
Escolha as almas que estarão com você por toda a sua vida.
Mas, permaneça ao lado daquelas que não irão lhe consumir,
não irão restringir seus vôos, ou ofuscar seu brilho.
Escolha seus amores com a alma, não os acorrente ao corpo,
nem direcione seu caminho.
Pactue um amar a liberdade do outro, sem cobrança,
até o fim.
Não permita que tomem posse de sua alma,
afaste-se dos que querem que você afaste de si mesmo.

Ari Mota

6 comentários:

Ana Cristina Quevedo disse...

Queria ter esse discernimento, me salvaria de poucas e boas...
Mas vamos caminhando

Beijo

Canduxa disse...

Oh amigo,
mais um texto com grande sabedoria e que aborda um tema bem importante. Muitos seres humanos pensam que alguém pode fazer o caminho por eles e por isso tentam roubar toda a nossa energia e tranquilidade.
Ter compaixão é ensinar a melhor forma de caminhar, mas de modo algum envolver-se na sua dor e nos seus problemas.
Ajudar de uma forma consciente para que possamos nós, percorrer o caminho sem termos que carregar com os outros aos ombros.
um abraço com carinho, amizade e muita luz,
de além mar.

Denise disse...

Fez-me chorar, a cada sentença a emoção tomando-me pela mão...me deixei levar, pq é preciso regar os bons sentimentos para vê-los fortes, despontando adiante e bem longe dessa mazela que vc descreve com tanta veemência amorosa.

As escolhas que fazemos por conveniência destroem a beleza dos relacionamentos que lutamos pra erguer...

ADOREI! Lindo de viver...vou ler e reler, certamente copiar e imprimir...para poder lembrar até quando longe daqui estiver...

Um grande abraço!!!

Lara Amaral disse...

O fardo de cada um já é trabalhoso, viver o dos outros não é tarefa para qualquer um mesmo.

Bonita mensagem.

Abraço.

Edith Lobato disse...

Teus textos são primorosos. Devemos ser nós sempre e não viver na subserviencia dos outros. Parabéns e boa noite.

Eduardo Lazaro disse...

Se prenda sozinho numa sala vazia pra vc não se perder de si.