segunda-feira, 15 de março de 2010

OBSTÁCULO



Se o destino inadvertidamente deixou cair um obstáculo em sua vida,
procure avaliar a dimensão da pedra que rolou na sua estrada.
Se for de geometria transponível, tome distancia e salte sobre ela,
e siga o seu caminho.
Se for mediana, contorne-a e também, dê continuidade a sua trajetória.
Mas, se por acaso sua extensão for imensurável,
interromper o seu caminhar, e sua visão do horizonte,
e ofuscar seus sonhos.
Prepare-se...
Transpassá-la necessitará de um plano, de uma estratégia,
terás que ouvir o silêncio, ouvir a alma, e acalmar-se.
São obstáculos da existência, são partes do seu crescimento,
e não poderá seguir em frente sem operar com equilíbrio,
mover-se com sensatez,  exprimir-se com prudência,
e agir com coragem.
Cada passo terá que vir da alma, de dentro, da mais pura essência.
Não poderás voltar... terás que subir... ultrapassar o obstáculo.
Terás que escalar os degraus do medo, e da incerteza.
Quando a vida jogar em sua estrada... um obstáculo,
não se atemorize... inicie uma subida,
e durante a jornada, entre uma canção e um riso,
garimpe sonhos e ousadia,
quando no topo...
Estarás livre.

Ari Mota

4 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Estamos galgando sempre e procurando nosso melhor.
E duro de vez em quando.
Mas quem disse que crescer é fácil, não?

Beijo

Andresa disse...

A vida é cheia de obstaculo, mas devemos aprender com as pedras que tropeçamos no caminho.
E nunca desistir, mas continuar.
Bjs
Andresa

Denise disse...

Parece um chavão, mas lembrei-me de Fernando Pessoa lendo teu texto tão bonito!!

"Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo."

Abração

Canduxa disse...

Meu amigo,
de além-mar

a tua sabedoria interior está bem patente neste maravilhoso texto.

"...e durante a jornada, entre uma canção e um riso...."

continuo o meu caminho e sinto-me livre....livre!

meu abraço carinhoso