sexta-feira, 26 de março de 2010

A PERDA DA AUTENTICIDADE



















Não espelhe a edificação da sua vida em um teclado de computador,
e nem queira definir seu destino acionando a tecla “Enter,”
e nem eximir sua responsabilidade com o viver, impelindo o “delete.”
O mundo coorporativo induziu-nos a aceitar os copistas de plantão,
os amantes plagiadores, do “Ctrl + c e do Ctrl + v, carentes de criatividade,
inovadores de discursos fáceis, revolucionários das ausências de autenticidade,
armazenadores de arquivos em Pen Drive, saqueadores de idéias.
Estagiários especialistas em papel carbono, sempre no vácuo de alguém,
aprendizes e não criadores, Trainees poliglotas que desenvolvem o nada.
Não use o teclado como se fora um caminho, uma estrada que te conduz a um lugar.
E não queira por analogia fazer da sua vida um “Ctrl + c e um Ctrl + v.”
Seus amores o querem autêntico, puro, criador de sonhos e esperança,
não dê um “Ctrl + c” em almas diferentes, e a incorpore na sua.
Sua autenticidade é inviolável, como seus sentimentos e desejos.
Não procure em outros quintais, o que esta entulhado no seu,
não busque em outras almas, o que aprisionou na sua,
não escute a pulsação de outros corações, se não conseguiu ouvir o seu,
não queira sentir em outros lábios, os beijos que não deu.
Não dê um “Ctrl + c” em felicidades alheias, e as traga para dentro da sua alma,
seja autêntico no sonho, no pensar, no agir e reagir.
A perda da sua autenticidade estará quando der um “Ctrl + c” em outras vidas,
e com um “ctrl + v” a incorporar em seu caminho, em sua trajetória,
e fazer sua liberdade prisioneira de outros sonhos.
Seja autêntico,
ame a vida da forma que ela apresentou-se a você.

Ari Mota


5 comentários:

Marcello disse...

Ari.

É incrível como as palavras quando bem escritas tem o poder de nos consolar e de nos fazer entender o que acontece dentro de nós, quando perdemos a capacidade da auto análise, como sempre suas palavras, sua prosa, suas verdades encontram eco em meu coração.

Já disse isso mas eu repito, é uma honra ler seus poemas.

Grande abraço.

Lara Amaral disse...

Criativo texto, é bem verdade mesmo...

Beijo, bom fim de semana.

Elaine Barnes disse...

Como sempre uma beleza de texto e concordo.Escrevo quando vem a inspiração autêntica da minha alma e se não for assim, não escrevo.Quando ela não vem,posto coisas antigas minhas.Acho que é assim que deve ser. Por isso não tenho um estilo,sigo o que me vem do coração.Parabéns pelo texto. Adorei! Montão de bjs e abraços e um excelente final de semana

Nice Borges disse...

Parabéns Ari pelas palavras inspiradoras. Beijo! Nice

Estrela vespertina...turbulenta! disse...

olá ari é a primeira que por aqui passo e jah sei voltarei mais vezes parabéns pelo espaço.belo texto.
e essa frase muito me marcou
"ame a vida da forma que ela apresentou-se a você."
eu a amo e sou muito feliz por isso belo texto.