sexta-feira, 11 de junho de 2010

NAMORADA


Tudo começou como uma paixão,
e paixão é a arte da descoberta,
do descortinar, do abrir a alma,
entregar-se como o vento entrega-se ao mar.
E o fiz a você...
sem confins, sem dimensão do horizonte,
sem ser cerceado pela incerteza do encontro,
ou render-se ao medo do abandono,
da solidão.
Tudo começou com um partilhar de olhares,
uma sensação singular, um encontro de outras vidas,
um toque de pele, um desejo inconcebível,
uma aflição juvenil.
Tudo começou com um beijo retirado as pressas dos teus lábios,
um cercar de braços em seu corpo, e um aperto junto ao meu,
em delírios,
e depois, um aspirar do explicito perfume da sua pura inocência,
da infinita fantasia,
e do extremo capricho em apaixonar-se em demasia.
Tudo começou como uma paixão, um gracejo da juventude,
e o tempo foi passando, vertendo a companhia em convivência,
e a intimidade como caminho essencial para aceitar nossas diferenças,
passei a não saber existir sem você, sem sua alma junto a minha.
Tudo começou como uma paixão desinquieta,
um encontro do acaso, uma escassez de afago,
uma ausência, um descuido... uma falta de abrigo.
Mas, deveras tudo escapou ao tempo, que de tão intenso,
que de tão imenso, tudo foi muito pouco, 
fiz do efêmero... uma vida, um encontro.
Fiz de ti, minha bailarina louca...
E rodopiei ao luar, enamorei coladinho ao seu corpo,
ao som de uma orquestra de borboletas azuis.
Tudo começou como uma paixão,
e no final e em algum momento um compromete-se ao outro,
apaixonar-se para o resto de suas vidas.
Fiz de ti... minha namorada,
com amor.

Ari Mota

 

6 comentários:

Denise disse...

"Quando eu for embora" já me levou embora as palavras - agora, "Namorada"...me levou a navegar num mar de emoções, no abandono das imagens que foram ganhando vida evocadas pela tua apaixonada declaração - mais que poesia, encontrei aqui o amor que desabrochou! LINDO DE VIVER!

Perfeito para o clima do dia dos namorados que se aproxima...

Beijo

Marilu disse...

Querido Ari, sou sua seguidora número 100, que privilégio, te conheci através do Blog da Claudete(Vias Percorridas), fiquei encantada com suas poesias e poemas.Se quiser dê uma passadinha no Devaneios. Tenha um lindo final de semana...Beijocas

Nara Sales disse...

Lindo. LINDO. Lindo!
Ari, Ari.
Não há o que dizer porque as palavras fugiram. ♥

Pâmela Grassi disse...

Ari,

Teu blog intriga pela imagem destes olhos, tanto quanto tuas palavras. Rodopiei a lua e encontrei estes escritos,

parabéns!

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Ari,

Diante uma paixão assim, um compromisso vem para perpetuá-la.

Eterno enamorado!!

Beijos e boa semana,

Canduxa disse...

Ari,
poeta e amigo

linda homenagem à mulher da sua vida.
Amar é simples e é maravilhoso quando sentimos as borboletas voarem à nossa volta.
Amar é estar presente mesmo em silêncio.

Feliz vida para os dois que são apenas UM.

abraço com amizade

Canduxa