domingo, 20 de junho de 2010

AINDA HÁ TEMPO


Desengavete projetos esquecidos no fundo da alma.
Os retire do ostracismo que você impôs aos seus sonhos,
ao banimento que causou aos seus devaneios.
Faça ressurgir as ilusões perdidas e
redescubra o despertar das fantasias.
Não leve a sério seus fracassos,
nem queira morrer de vergonha de suas quedas.
Brinque com seu destino, gargalhe futilidade ao seu ouvido,
e retire esta sisudez da cara, e a substitua por um difuso sorriso.
Desengavete aquela pureza da juventude... que escondeu do mundo,
e que lamentavelmente a substituiu pela velocidade contemporânea.
Ainda há tempo da descoberta... da reconstrução dos sonhos.
Se... optou em amealhar coisas, em vez de sentimentos,
ainda há tempo, de se entregar ao amor e amar.
Se... destilou repulsa a alguém, em vez de cobri-la de afagos,
ainda há tempo, de render-se aos delírios do apaixonar-se.
Se... desafiou a delicadeza e distribuiu rancores,
em vez de cultivar a paz, e fez de seu existir uma guerra sem fim,
ainda há tempo, de deixar-se seduzir pela leveza do encontro.
Desengavete o sentimento que por timidez não esboçou,
o abraço que por insensatez não ofertou,
o olhar coberto de ternura que renegou,
ainda há tempo... de você ser feliz.

Ari mota

7 comentários:

Marilu disse...

Querido Ari, lindo poema, as pessoas hoje em dia precisam desarmar-se, daram-se a chance de serem felizes, acreditar que o amor ainda existe...Tenha um lindo final de semana..Beijocas

Marcello disse...

Meu caro amigo e poeta, senhor dos versos e mestre em incendiar nossos pensamentos, cito aqui Chico Xavier -

~Ninguem pode fazer um novo comeco, mas podemos construir um novo fim.

Sempre ha tempo de fazer as coisas

Saudacoes.

Elaine Barnes disse...

Hoje eu precisava ler essa bela mensagem amigo! Muito obrigada,você acertou em cheio qualquer resquício de desânimo. Sempre a tempo para o novo! Montão de bjs e abraços

Denise disse...

Que maravilhosa oportunidade de ver o quanto "desengavetei", Ari. Viver parece dispendioso - custa energia, esforço, coragem e atitude - um imenso querer que subtrai os entraves que a gente mesmo cria.

Obrigada pelo "difuso " sorriso que "colocou em meu rosto", amigo...dilatando minha alegria domingueira!!!

Bjos e ótimo dia pra si!

orvalho do ceu disse...

Olá,
Li e copiei para repassar (com sua autoria) de tão lindo e adequado que achei.
Obrigado por partilhar conosco tamanha lição de vida!
Abraços fraternos e ótima vitória pra nós hoje...
Muita paz!

Canduxa disse...

Ari, querido poeta e amigo de além-mar

Todos os dias são dias de um novo recomeço.
Abrir o coração, sorrir e deixar que o amor se manifeste em nós e contagie os outros...tão simples e às vezes tão dificil para alguns.
Não há idade para viver nossos sonhos, para nos entregarmos a um novo amor.... a felicidade é um caminho que tem de ser percorrido por nós, sem medo.

Tens uma alma linda e estou grata por te poder ler.

Até sempre.
Abraço de luz

Canduxa

Saozita disse...

Ola passei por aqui para conhecer seu blog ,e gostei muito passarei por aqui se me permitir
Bj boa semana