sexta-feira, 27 de agosto de 2010

FUI CONDENADO A SER FELIZ


Ao longo da minha viagem fui acometido de solavancos,
vieram de forma imprevista,
e sucederam de maneira fugaz
e fizeram do meu existir um severo estremecimento...
sacudiu minha alma.
A minha travessia tem sido demasiadamente longa,
sempre tenho que firmar meus pés ao solo...
sem hesitação,
e meu caminhar sem perplexidade.
Às vezes o chão que piso, trepida como se fora abater-me,
intentam tirar-me o equilíbrio,
apossar-se da minha coerência,
e roubar-me a lucidez.
Às vezes detenho-me preso à fronteira do medo e da coragem,
meu andar leva-me aos confins e me entrego a duvida e a certeza.
Uma lagrima tênue escorre face abaixo embebendo o riso e a dor.
Em devaneios deparo com os descaminhos,
e realinho-me nos sonhos.
Desvencilho-me dos rancores,
ponho-me em paralelo aos amores.
E em vôos... suporto as turbulências do existir...
e resisto.
Recupero-me quando me amarrotam, tiram-me o original,
ofuscam-me o brilho... dissimulam-me o lustro.
Supero o adverso... insisto,
insisto tanto, resisto tanto,
que hoje sou prisioneiro das minhas vontades,
senhorio dos meus anseios, e independente no arbítrio.
E defronte de tudo isso, o destino...
fez de mim o que sou:
Fui condenado a ser feliz.

Ari Mota

8 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo poeta, sua pena é aquela que todos nós queremos...ser condenados a ser feliz...Lindo...Beijocas

Lara Amaral disse...

Que boa essa condenação, desejo que seja perpétua.

Beijo.

Denise disse...

Ari, li, reli...e me vi em quase totalidade das linhas. Voltei a ler, e confesso: estou encantada (viu que novidade??...rs) com tua fluência diante de tantas emoções e sentimentos fortes. Só mesmo um poeta resiliente para para ter esse olhar privilegiado sobre a vida. Invejo isso, meu amigo...(mas despreocupe-se, pq não desejo roubar-te esse potencial, tá bom?...rs)

Beijos!

ValériaC disse...

Querido, é sempre muito bom observarmos o desenrolar da vida..e vermos que mesmo atravessando dificuldades, crescemos e aprendemos finalmente a sermos felizes, apesar de tudo...
Beijinhos...
Valéria

Sonia Pallone disse...

Você faz vôos encantadores, um verdadeiro banquete de palavras nascidas nos jardins
do seu céu...Bjs querido, bom final de semana.

Dany Garcia disse...

Olá amigo querido, passando para dizer que há um mimo para vc em meu blog,beijos mil em seu ♥

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

uma condenaçaõ desta até eu quero para mim...belo poema!!!amei!!!parabéns amigo vc.arrasa em seus posts!!!beijos querido!!!

Marcello disse...

O que mais quer o ser humano do que ser condenado a ser feliz ?

Abraços meu caro.