terça-feira, 4 de maio de 2010

CELEBRAR O EXISTIR



Celebrar o existir ou embrutecer a alma,
serão sentimentos, escolhas... o seu caminhar,
e não haverá ordem de chegada, chegarão aleatoriamente,
não oferecerão preferência, nem tampouco permitirá antepor a duvida,
abruptamente transgredirão o acaso e pularão em sua frente,
não haverá tempo de percepção, e nem de esquivar-se deles.
Há dois momentos de estase em sua vida,
um dos quais... você poderá explodir, espalhar-se,
salpicar o mundo de amor, regar o existir de risos,
distribuir flores, amores, beijar sem medo,
declarar em arte seus talentos, e expressar em letras teus poemas.
O outro poderá implodir todos os dias, toda uma vida,
infamar a delicadeza, e banhar a convivência em lagrimas,
repartir o desprazer do encontro, e a repugnância do abraço,
expressar em gritos o seu desespero, e em gestos sua insensatez.
Celebrar o existir ou embrutecer a alma?
A vida de tão intensa, lhe permitirá a triagem.
Embrutecendo... praticarás a desinteligência,
dissimulará o afeto, e terás sempre o vazio, como acompanhante.
Celebrando a vida, estará alimentando a esperança,
promovendo a conjunção de almas,
e edificando um mundo melhor,
com mais amor.

Ari Mota

7 comentários:

Lara Amaral disse...

Sempre uma bonita lição na sua missão de escrever.

Abraço!

pablorochapoesias.com disse...

Lindo!! Parabéns pela profundidade e beleza dos versos! Abraços!

Denise disse...

Celebrando a vida amenizamos suas farpas, aliviando nossas dores. Embrutecer a afetividade é morte lenta. Extremamente importante essa reflexão com que nos presenteia, Ari!

Fiquei chateada pq alguma coisa no sistema me fez perder seu comentário tão gentil...

Bjos

Denise disse...

O sistema o recuperou, Ari!!!

Um ótimo dia pra vc!

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Celebrar a Vida é uma das mais lindas formas de agradecer.

Beijo, Ari

raisuna adimar disse...

acho que talvez se enquadre no espirito deste seu blog

trata-se da divulgação através de posts em blogs individuais de um tema feito por si...

esse tema prender-se-ia com os direitos de autor relativos a artigos ou fotografias dos deserdados do Mundo

escolhemos o seguinte slogan:
domingo, 2 de Maio de 2010
A Copyright over my soul

A Copyright over my soul
este poderia ser alterado pelo individuo que postasse
só manteria ou não o tema
com um qualquer sub-tema literário

there is no yelps of agony in the store of infinity



escolhi este blog porque
tem ligações várias e um número relativamente pequeno
de visitantes

não se pretende que envie ao maior nº de pessoas se o quiser fazer é consigo
pretende-se ou um post ou o envio a uma ou duas pessoas que pense estarem interessadas

clarior et tenebris
bona fides.

Terça-feira, 04 Maio, 2010

Nara Sales disse...

Caro Ari,
O texto está belíssimo. A mensagem nele transmitida é de alma. Parece a alma pedindo por ajuda. Não sei bem. rs
Mas, lindo lindo lindo!
Abraço.