segunda-feira, 26 de setembro de 2011

AS ESTAÇÕES DA ALMA


Um dia espiando a vida, procurando respostas,
ao meio das incertezas da meninice.
Deparei com um espectro sentado ao meu lado.
Segurava em minhas mãos, era pura meiguice,
olhava-me ternamente,
pura, um virginal abrigo, doce, inocente.
Quieta ficou ali... como se me roubasse o desespero,
e me revestisse de calmaria.
Caminhamos por dias, anos até... em silêncio.
Abraçava-me em noites de solidão, e eu a ela,
arrancou do meu peito o medo, e dos meus olhos a agonia.
Um dia disse-me, que se chamava: alma,
e que seria para sempre minha companheira.
Um iria necessitar do outro num processo cíclico do existir,
e que a coragem seria até o fim, nossa energia.
Eu e ela pactuamos... suportar os temporais, resistir.
Em uma tarde, nesses dias de recolhimento, de refugio, sozinho,
ao meio da natureza, e por analogia,
e na descoberta, vi... que também em mim sucede as estações,
e tudo se renova, se recompõe, se revela em beleza, e outros caminhos.
E desde então, fiz dos meus invernos um retiro existencial,
arquivo minhas vitórias, brinco com minhas derrotas, medito em remanso,
olho a vida com mais ternura, é o tempo que aqueço a alma,
e com ela... em devaneios, danço.
Quando chega o outono, vou colher os sonhos que plantei em demasia,
varro as folhas secas, recolho os frutos que caíram com a ventania.
Mas, vê que aproxima o verão, e como adquiri coragem para ser feliz,
corro na chuva, nos vendavais... abraçado com minha alma e a alegria.
Todas as estações são fundamentais, cresço por dentro,quando elas passam,
mas... só uma me fascina, me alucina, me acelera.
Encontro as borboletas de flor em flor,
bailarinas loucas... dançando na praça, com toda a graça,
em desejos... a procura do amor,
são tempos da sedução, dos ninhos em construção,
da primavera.

Ari Mota

3 comentários:

Denise disse...

"Quieta ficou ali... como se me roubasse o desespero,
e me revestisse de calmaria"...

Essa companheira da vida inteira foi descrita por vc de uma forma linda...nela, alma, residem nossos recursos maiores, é onde somos inteiros e perfeitos!

Uma semana cheia de momentos preciosos, meu querido Ari!!!
Bjo

Sandra Portugal disse...

É tudo muito lindo por aqui!
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Vieira Calado disse...

Minha 2ª visita, creio.

Achei o blog muito interessante.

Um abraço