terça-feira, 28 de dezembro de 2010

PARA SEMPRE


Quando a juventude apossou-se dos meus sonhos,
ouvi uma musica vinda de longe, uma linda melodia,
e ela dizia... sussurrava impiedosamente,
atormentava o meu dia,
punha dúvida nas minhas emoções,
me sacudia,
seus versos em reversos fez de mim espera,
fez do meu querer silencio, da minha angustia...
quimera.
E a letra traiu a minha inocência... enganou o meu coração,
diz que o amor machuca,
fere e depois se transforma em solidão.
Receei sucumbir ao abandono, ficar ao desalento,
esfriar a carne nas madrugadas e ao vento.
Mas... um dia o destino, jogou no meu colo,
atirou nos meus braços, aderiu na minha pele,
e fez passar para dentro do meu peito em esplendor,
uma louca bailarina... algumas borboletas azuis,
e tudo isso chamou de: amor.
E assim tenho vivido... abandonei o medo de amar,
danço sempre em devaneio,
e salto profundo nas minhas vertigens,
porque além da procura, busco alucinadamente o que anseio.
Hoje sou mais desejo, mais delírio, aprendiz em desvairar.
Ando às vezes vasculhando a alma atrás de cicatrizes... de vestígio,
de algum estrago que o amor causou, e nada encontro, nada a olhar.
Presencio tão somente um refugio de mim mesmo,
onde preservo, guardo
nutro todo o amor
que cintila, brilha
por você...
e para sempre.

Ari Mota

7 comentários:

Elaine Barnes disse...

Que assim seja na minha vida também. Belíssimo poema. Caramba!
Amigo, Feliz Ano Novo e que venha com muita paz, inspiração, saúde, prosperidade e muito mais amor pra colorir sua vida sempre! Montão de bjs e abraços

Denise disse...

Anseios, buscas e vertigens...dentro do peito desse poeta cabe mais - muito mais! - do que os vestígios desse amor que cintila e brilha, e encanta...

Desejo que em 2011 resplandeçam os sentimentos mais bonitos, e que as palavras possam trazê-los até nós, um brinde que fazemos o ano todo lendo-os e sorvendo dessa seiva inesgotável que te nutre, amigo querido e talentoso!
Um enorme abraço e um feliz ano novo!!

PSICO? LÓGICO! disse...

Olá!!!! Passando para desejar um Ano Novo maravilhoso e iluminado....

Até Ano que vem....

Pérola disse...

Olá,vim conhecer seu blog pelo blog da Sonia Pallone,uma amiga muito querida e que tive o prazer de conhecer pessoalmente.
Adorei seu poema,lindo!!!
Escreves com a alma é visível.
Parabéns,volto com mais tempo para le-lo com afinco.
Aproveito para lhe desejar um feliz Ano Novo.
Beijokas milllllllllllllllll.

... disse...

Gosto muito do seu blog.
Sinto que são coisas da alma.
Talvez me falte
"buscar alucinadamente o que anseio", sinto que preciso disso, mas o medo ainda me atrapalha...
Um dia terei essa audácia.
att..

Kelly disse...

O objetivo de um ano novo não é que nós deveríamos ter um ano novo. É que nós deveríamos ter uma alma nova - Gilbert Keith Chesterton

Me desculpe pelo CTRL + C, CTRL +V, mas não estou em casa, e o tempo aqui é curtinho, Não podia deixar de agradecer pela companhia e desejar um 2011 cheio de conquistas.
Obrigada pela companhia neste ano que termina ( já vai tarde rs), que em 2011 a gente consiga atingir voos mais altos, e que sua companhia continue comigo, beijos

Nara Sales disse...

Você e esse amor imensurável! Continua lindo.