domingo, 27 de fevereiro de 2011

AS ESCOLHAS DO CAMINHO


O destino, certa feita impôs-me romper a indolência,
arremessou-me na estrada, soltou das minhas mãos,
e em desamparo, em desatino fitei o horizonte... segui o caminho,
no princípio cismei que o trajeto seria somente linha reta,
e que mesmo sozinho, era só continuar.
E assim... derrapei na primeira curva, tive que parar,
recompor o susto, bater a poeira, realinhar o existir,
tomar fôlego, redimensionar a direção, e seguir.
Eu que visualizei uma via única para caminhar,
a deparei sinuosa, ondulante, vaga, distante,
serpenteava em minha frente, flutuava no meu olhar.
Perdia o foco em madrugadas de neblina,
tremia de medo em noites de ventania,
parei muitas vezes, e muitas foram as que quis voltar.
Resiliente... sempre seguia em frente.
Procurei atalhos, vereda secundária, rua imaginária,
intentei ir... fui seduzido pela dúvida de chegar,
transpirei de cansaço, de incerteza,
fiz da minha alma companhia, fortaleza.
E hoje envelhecido...
Sei o quanto foi magnífico que minha trajetória,
transcorresse em vias contraditórias,
em ruas descalças, em avenidas infindas,
em curvas tortuosas, teimosas.
Cresci com o meu caminhar... fiz de mim,
um caminhante, que de errante nada tem,
caminho oferecendo carona
aos que me olham com amor,
fazem-me...
bem.

Ari Mota

4 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido

Uma viagem linda esta que fiz no teu sentir.

Deixo um beijinho
Sonhadora

(Hoje comentei)
Passo sempre mas por vezes faltam-me as palavras.

Estrella del Mar disse...

Buenos días amigo, paso para dejarte mis saludos, bellas son tus letras,
el caminar por la vida, en el camino habeces se trompieza nos caemos nos alevantamos y vuelta a empezar nuestro caminar, me ha gustado tus letras amigo,
te dejo mis saludos cariñosos, tu amiga Lola.
feliz comienzo de semana.

Tatiana disse...

Uma trajetória tão bem escrita desta forma com toda certeza foi bem vivenciada por ti.
Um abraço carinhoso

Tais Luso disse...

Olá, Ari:

Muito bonito este texto, e do seu perfil também! A vida só nos ensina, mesmo com decepções, com sofrimentos, com perdas... Ninguém ganha ou aprende no estado de felicidade, ela é apenas conseqüência dos nossos atos.

bjs
Tais Luso