quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

SUPORTAR A FELICIDADE

Andei colecionando pranto, e guardando choro,
e dores inexplicáveis,
e todas as vezes que gotas jorravam dos olhos,
e desciam face abaixo, as depositavam em cavidades da alma,
em abismos insondáveis,
as escondiam em pingos, amontoavam-nas liquefeitas em solidão,
e em soluço, sozinho, morria de medo...
em aflição.
E fui surrado pela dúvida, hesitei no esboço do riso,
no tracejo do abraço, verguei-me ao cansaço
afastei-me do lúdico, improvisei o olhar,
em fuga abandonei o desejo, a doçura de um beijo,
fugi do improviso,
assustei-me com a incerteza do ousar.
Mas... tudo passou... como uma ventania.
Sangrei os meus abismos, esvaziei os meus vazios,
arremessei ao vento os meus soluços,
joguei fora os meus prantos.
Atrevo a ter coragem para ser feliz e amar,
às vezes em madrugadas de loucura... agonizo no gargalhar,
rasgo-me em rir... às vezes de mim mesmo.
Vago em devaneios chutando ondas na beira do mar,
brinco com borboletas azuis,
chuvisco gracejo nas minhas rosas vermelhas,
danço com minha louca bailarina ao luar.
Ando por ai... pulando de uma nuvem a outra,
belisco algumas estrelas, embriago-me de orvalho,
e em ventura... salto para dentro de mim mesmo,
em busca de horizonte, e não mais de atalho,
ouso colecionar verdades.
Hoje... além da coragem...
preciso ter força para suportar a felicidade,
e seguir minha viagem,
como um sonhador,
por que... como se não bastasse,
o destino me fez suportar em delícia...
o amor.

Ari Mota

3 comentários:

Elaine Barnes disse...

Amigo, que coisa boa te ver feliz!As vezes precisamos passar por um longo luto até enterrar todos os nossos medos e frustrações. Sendo assim, bem vivida a solidão,conseguimos partilhar o que de melhor existe nela: Colocar o ego a serviço da alma. Enfim a libertamos para construir nova história e o que faz uma história feliz? O amor sem dúvida! Parabéns amigo por colocar todos os seus sentimentos aqui dessa forma tão maravilhosa e clara para nós, seus humildes seguidores. Aplausos pra você. Montão de bjs e abraços desejando que 2011 seja um marco de paz, saúde, prosperidade em todos os sentidos e muito amor pra colorir essa tela em branco que você já está pintando de felicidade

Kelly disse...

Felicidade é combustível pra vida né? beijos

Canduxa disse...

Meu querido poeta,

a felicidade é um caminho que se percorre quando estamos em harmonia e equilibrio com a nossa essência....e tudo que cantas numa poesia tão linda é um hino que sinto ser cantado pelos anjos.
É tão bom ver partilhada essa felicidade que o meu coração atrevessa mares e céus só para te dar uma abraço com muito carinho
até sempre
canduxa