domingo, 22 de abril de 2012

O AMANHÃ


Um dia... e faz tempo.
Olhei pela janela do meu horizonte,
a procura do meu amanhã, das minhas perspectivas,
e atemorizei-me com a dúvida, com as incertezas banais.
Quase desisti dos combates, quase voltei para os braços do medo,
quase fiquei parado nas curvas do tempo,
esperando o passar dos temporais.
Um dia... e faz tempo.
Desconfiei da existência do meu amanhã,
do tempo que haveria de vir, do resto do meu existir.
Intentei conjecturar a sua face, incorporar o seu conteúdo,
e desapontei-me com o vazio do olhar, e nada encontrei.
Por um triz não me aprofundei na solidão,
e por pouco menos, quase fui ao desespero,
e por muito perto, quase no abandono de mim mesmo, não amei.
Mas... resiliente... e sem a certeza do amanhã,
passei a esculpi-lo dentro da minha alma,
e fazê-lo existir... antes de acontecer.
E assim... é o meu amanhã, ele é hoje, sem demora.
Amo, mesmo antes do alvorecer,
abraço... afago... acarinho, antes de ir embora.
Não quero um dia, desdizer: eu devia.
Nem tão pouco, descobrir que tudo foi muito pouco,
e que faltou fazer mais.
E depois, no lamento e na culpa,
descobrir que o amanhã é apenas uma suposição,
angustias existenciais.
Um dia... e faz tempo.
Tive que esculpir aqui dentro... o amanhã,
como sou um ser inacabado, alma destemida,
nada mais, temo.
Nem passado, nem futuro,
hoje... é toda a minha vida.

Ari Mota

3 comentários:

Denise disse...

Ari, muitas vezes já me emocionei com o que tua alma me conta, mas hj, em especial, parece mesmo que fui lendo a mim mesma, nas tuas palavras. Me encontrei tanto nelas, que o conforto veio me socorrer, por ver, finalmente, organizados meus sentimentos...

Por um triz não desisti, quase sucumbi ao que a janela do meu horizonte não me mostrava...e hoje, meu amigo querido, resiliente e feliz, afirmo como vc também diz:
"Nem passado, nem futuro,
hoje... é toda a minha vida."

Estou tentada a levar esta maravilha para o Tecendo...posso?
Um grande abraço, de uma alma que reconhece e compreende tão bem, a tua!

Marilu disse...

Querido amigo, lindo poema, sempre fale a pena esculpir o amanhã, e viver hoje como se fosse o último dia. Tenha uma ótima semana. Beijocas

Cores da Vida... disse...

Oi Ari,

Meu estimado amigo. Você me encanta...
Quanta riqueza possui. Aprendo por demais com você...

Fico feliz por seus dias serem bem vividos.

Abraços,