quarta-feira, 7 de março de 2012

MULHERES E ROSAS


Não a deixe em céu aberto, a menos que queira bronzear-se.
Se não querendo, não permita que o sol venha ferir essa membrana tênue,
que guarnece tamanha beleza e adorna essa silhueta escultural.
Pela manhã...
como uma rosa vermelha, tome seu corpo e acaricie-o em sentido contrario,
toque sua pele de forma macia...
sinta a aveludes de seus contornos como se fossem pétalas.
Depois...
regue-a suavemente com águas cristalinas salpicadas de estrelas, abrace-a.
No meio do dia...
leve-a a beira mar, alimenta-a de ternura e afago.
Caminhe...
e tome suavemente suas mãos, e apresente-a ao mundo como uma rainha.
No entardecer em baixo de um Jequitibá tome vinho...
e depois tome os seus lábios, a beije por inteiro,
roube o seu perfume, enrosque em seus cabelos, sinta a sua alma.
E quando a lua se fizer presente...
leve-a à varanda conte histórias de loucuras e estrelas,
antes do amor...
Não à trate como opção, a tenha como prioridade.
Estenda sempre tapetes vermelho, ela não anda... desfila.
Ande sempre com purpurina, e aproveite o vento quando ela passar... 
ela brilha, tem que brilhar.
Faça poemas de amor e os sussurre docemente, faça-os dar arrepios, 
seja afável, a tenha em seus braços com ternura.
A cultive como uma flor e a ame como mulher.
Tudo isso são metáforas... em nome do amor.
Se não tiveres coragem para tal loucura...
basta afetuosamente dizer: eu te amo.
E ficar ao lado dela... toda uma vida, 
e amá-la de todas as maneiras.

Ari Mota


Este poema publiquei em Janeiro/2010... ele é eterno, como a beleza de uma mulher.


3 comentários:

Denise disse...

Dá pra sentir em tuas palavras, a delicadeza desse trato a tua rainha - estendendo a todas nós essa forma bonita, carinhosa, sensível e amante de tratar uma mulher.
Talvez haja algumas que exijam tratamento menos "melindroso", alegando que não somos frágeis, entretanto, ser rainha para alguém significa ganhar um amor com o qual todas sonham (ou quase todas)...sei bem de que amor vc fala, e sei tb que só um homem muito especial é capaz de amar assim. É lindo esse amor, e ele existe.

Linda homenagem, meu amigo. Obrigada!
Um grande abraço!

Cores da Vida... disse...

Oi Ari...,

Que delícia de homenagem!! Antes o amor fosse sempre essa união romântica, a se firmar pelo resto da vida a dois. Infelizmente, a realidade é outra.

Mas o que importa, hoje, é essa sua inspiração que me desperta vontades de ser amada assim...

Um abraço,
Ana Lúcia.

Nara Sales disse...

Apaixonante.
Poucos falam de mulheres e amor com tanta alma como você, Ari.
Eu sempre saio daqui com sorriso nos lábios e com o coração afagado.

Que o vente leve as boas vibrações desse abraço que te dedico.