quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

NÃO ESPERE A ALEGRIA PASSAR

Faz tempo...
Inda estava perdido, nas Gerais dos meus sonhos... em agonia,
sondava o destino, a espera de uma carona.
E me vi assim... sentado a beira do caminho, esperando a alegria,
eu achei que ela vinha pronta, embalada em papel crepom,
e que era só abrir e usar, e ela estaria sempre ao meu lado,
seria minha sombra, seria eu, seria o que sou,
e fiquei ali em solidão como quem a vida... espiona,
e ela jamais passou.
Como já esbarrei com a tristeza...
na descoberta reconheci a alegria como um processo experimental,
tem que ser misturada aos sonhos, dosada com atrevimento,
fermentada com ousadia, e degustada com destemor.
E depois depositada na alma... dentro de si mesmo,
num salto colossal.
Alegria é isso... não se compra, nem está à venda,
não se acha, nem encontra ali na curva do acaso,
nem se busca como uma encomenda.
Alegria... brota, germina de forma visceral.
E quando pronta... se leva... distribui,
entrega em domicílio, coloca com sutileza no coração.
Passa-se através de um beijo, de um olhar,
de um abraço descomprometido,
de um sorriso atrevido,
é como uma oração.
Alegria é orar... e orar não é pedir.. é oferecer.
Como já esbarrei com a tristeza,
não mais fico esperando a alegria passar.
Sei o tamanho da expressão de um sorriso,
o faço estar em todo o rosto, o busco na alma,
com leveza.
Depois...
ofereço com amor.

Ari Mota

2 comentários:

Denise disse...

Todas as riquezas que amealhou na trajetória de viver, Ari, as oferece com amor. Isto faz de ti um desapegado - e consequentemente, ao partilhar, um doador. E isso, não tem preço - nem palavras pra agradecer, apenas para elevar teu engrandecimento, e, feliz, compartilhar os sentimentos preciosos que tens!

Bjos com profundo carinho!

Cores da Vida... disse...

O mais difícil é retribuir uma alegria, um sorriso, quando não se encontra em tal estado, mas se assim o faz, pode ter certeza de que a felicidade não tardará a reinar dentro de si; virá rapidamente.

L I N D O...(íssimo)!!

Poucos se expressam assim, com conhecimento profundo de sua própria alma. Você deveria procurar fazer poesias, também. Daria um excelente poeta. E sim!!, não falo por mim, não. Apesar de você me apelidar de poetiza (estou longe de, aliás...). Falo sério!!
Por outro lado, se desejar ficar nos textos, prá mim, são o máximo!!
Amo muito o que você escreve...

Beijos, meu amigo, um grande abraço prá você,