quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

MEU CORPO TEMPORARIAMENTE ME HOSPEDA


Tardei a entender algumas coisas... uma das últimas,
foi que meu corpo temporariamente me hospeda,
e o que vejo, não sou eu, sou apenas um disfarce.
Sou casca, exterioridade, um vulto, um espectro,
uma imagem difusa.
Olho e não me vejo, se vejo não me acho,
minha aparência desvitaliza, finda... vira terra seca.
Ela é apenas a superficialidade de mim, uma imagem confusa.
E ai, o tempo fluiu, e na descoberta, vi que...
Eu sou, o que não se vê, eu sou o de dentro, sou o meu sonho,
o invisível do meu ser,
e o olhar que tenho sobre a minha passagem por aqui, sou alma.
Quando necessito me encontrar, salto profundamente,
enraízo-me na própria essência, que me recebe em calma.
Antes espelhava solidão, olhava com sofreguidão,
hoje me recolhi, virei remanso, sou mansidão,
ando comigo...
Não deixo a carência de mim, dominar o meu eu,
descubro-me, me acho... encontro-me.
Danço em devaneios com minha pequenez,
e bailo ao som dos meus soluços.
Rasgo-me de rir dos meus medos,
e das vezes que perdi o caminho.
Sou suscetível as mudança, arrisco nos abraços,
para não caminhar sozinho.
Tardei a entender algumas coisas...
Continuo não compreendendo outras tantas.
Só sei... que antes achava que eu era aquele que o espelho refletia.
Hoje, tenho outra perspectiva de mim,
sou compreensão, evolução... sou uma energia.
E que além de tudo e depois de tudo... um sonhador,
que brinca de ser poeta.
Recita: é preciso ter coragem para ser feliz.
E em silêncio poetiza
o amor.

Ari Mota

5 comentários:

Cores da Vida... disse...

Meu querido amigo de datas longas,
Só nos descobrimos quando mergulhamos em nossas profundezas. Belo retrato, Ari, de sua alma.
Abraços e bom final de semana,

Denise disse...

O corpo...nós dois com o mesmo tema, com enfoques tão diferentes...que ouso dizer, se juntos, complementam-se. Um reflete o outro, o exterior que marcou o lado de dentro ardendo em cada ponto de sua trajetória.

LINDO DEMAIS!:
"Eu sou, o que não se vê, eu sou o de dentro, sou o meu sonho,
o invisível do meu ser,
e o olhar que tenho sobre a minha passagem por aqui, sou alma." a expressão mais pura da essência.

Beijo encantado, como sempre que passo por aqui!

Marilu disse...

Querido amigo, tenha um lindo final de semana. Beijocas

Bruno Angeli (Reqqiem) disse...

Caro Ari Mota,

suas palavras são de uma luminosidade, suas palavras vão de encontro com as minhas convicções mais básicas e determinantes para minha vida pessoal.

Sou espírito e tenho um corpo.

Um abraço e continue sendo essa energia cada vez mais consciente e em busca da maturidade plena!

...

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Ler-te é adentrar a tua alma e os teus sentimentos.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora