terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A DESINTELIGÊNCIA HUMANA

Que meus sentimentos sejam apenas delírios e alucinação,
de um poeta em descompasso.
Que... o que eu sinto e vejo, seja breve como uma ventania.
E que eu possa compreender, e mudar, se... preciso, os destinos,
o meu e de outros, sem fazer do existir... uma agonia.
Que eu possa crer sem disfarce, nos sonhos... sem fazê-los, solidão.
Que em vez de destruir, edifique os desenganos,
e combata os que estão roubando a inteligência dos humanos.
E que assuste menos, todas as vezes que olhar o mundo, os homens...
Principalmente aqueles que querem despovoar o caminho.
Pois, os observo com incerteza, os tenho como predadores de essência,
conectam-se apenas através da distancia, reverenciam a ausência.
Existem no singular, e vivem na tribo do “eu sozinho”.
Interagem mais com as maquinas, com a tela fria de um computador.
Perderam o encanto do encontro, a melodia,
o olhar na alma, a força da pele, o bálsamo de uma flor.
Foram acometidos de uma desinteligência sem igual.
Individualistas, autômatos... vagueiam em busca de um Deus.
Cegos... o quer perdido na folha pálida de um livro.
Buscam nos templos e nos discursos vazios,
o toque, a transcendência de um ser supremo, de um criador.
Que meus sentimentos sejam apenas delírios e alucinação,
de um poeta em descompasso.
Onde houver vazios que eu chegue com a sutileza do abraço,
e quando encontrar pelo caminho, alguém vencido pelo cansaço
saiba oferecer o riso e nada impor.
E depois... há? e depois... conceber a vida... a alegria.
Encontrar a si mesmo, e instalar na alma um Deus.
Não importando o nome, nem o rito, nem a magia, nem o lugar.
Ele pode estar no vento, no sol, na beleza de um rouxinol.
Que eu possa desmistificar a desinteligência humana,
e fazê-los enxergar o amor.

Ari Mota

2 comentários:

Cores da Vida... disse...

Pois é meu querido amigo Ari,
para quem sabe viver o amor, a vida se torna mais plena. No amor, estão todos os ingredientes para se viver com retidão e ser feliz.

Beijos e boa semana,
Ana Lúcia.

Glauber Alexsander disse...

Sabe esse cara é um escritor do caramba aprendo cada vez mais com ele.
tive a sorte de conhece-lo pessoalmente, e melhor ainda trabalhei com essa magnifica pessoa.

Mts Abraços Ari e a todos os leitores
Glauber Alexsander
Dizendo o Sr. Ari Futuro Arquiteto